publicidade
 
Tamanho da fonte: A- A+
Imprimir notícia
 
18.11.2020 - 15h01 Por Bloomberg - Exame
 
Mina no Nordeste pode levar Brasil a exportar urânio
 
 
Mina no Nordeste pode levar Brasil a exportar urânio
O Brasil atualmente importa urânio para suas usinas nucleares. (Divulgação PAC/Agência Brasil)
 

A estatal INB formou um consórcio com a empresa de fertilizantes Galvani para o projeto de fosfato-urânio Santa Quitéria, no Ceará

Um projeto de mineração visto como prioritário pelo governo brasileiro pode transformar o país em exportador de urânio e reduzir suas necessidades de importação de fertilizantes, se for bem-sucedido.

O país, que atualmente importa urânio para suas usinas nucleares e importa a maior parte de suas necessidades de fertilizantes, pode se tornar mais autossuficiente com um projeto de 400 milhões de dólares na região Nordeste, de acordo com o consórcio formado para explorar a jazida.

A estatal INB, que detém o monopólio da produção de urânio no Brasil, formou um consórcio com a empresa local de fertilizantes Galvani para o projeto de fosfato-urânio Santa Quitéria. A INB espera extrair cerca de 2.100 toneladas de concentrado de urânio por ano da jazida, enquanto precisa de cerca de 750 toneladas para abastecer suas usinas de energia nuclear. Adicionando capacidade nominal a outra jazida explorada pela INB, o Brasil produzirá cerca de 2.400 toneladas de concentrado de minério de urânio por ano quando Santa Quitéria atingir sua capacidade total em 2026.

“Isso corresponde a 4% da produção mundial de urânio”, disse Carlos Freire, presidente da INB, em entrevista por telefone. “Podemos ser um player com uma responsabilidade interessante.”

O desastre de Fukushima Daiichi e os altos custos de desenvolvimento mantiveram o número e a capacidade das usinas nucleares praticamente estáveis na última década, com excesso de oferta dos mercados de urânio. Ainda assim, o preço do urânio U3O8 atingiu a maior alta em quatro anos em maio, após cortes de oferta no Canadá e no Cazaquistão, embora tenha recuado desde então devido à menor demanda. A longo prazo, a indústria está atraindo esforços para cumprir metas ambiciosas de carbono que podem estimular a demanda por energia nuclear.

Inicialmente, o urânio de Santa Quitéria deve ir para as usinas nucleares da INB, embora a empresa esteja em conversas com o governo para vender o excedente no exterior, disse Freire.

Santa Quitéria foi incluído no Programa de Parceria para Investimentos do governo, conhecido como PPI, para projetos considerados prioritários. Trazer mais parceiros, incluindo consumidores de fertilizantes, está sendo considerado para financiar o investimento, enquanto a família que controla a Galvani ficaria com a participação majoritária.

Publicidade

 
Mais notícias
 
03.12.2020 - Cenário da pandemia na Bahia está 'mais crítico do que em julho', diz secretário de Saúde
 
03.12.2020 - Vice-prefeito morre após ficar internado por 15 dias devido à Covid-19
 
03.12.2020 - Conquista: Polícia registra em média 30 casos de estelionato por mês em venda de carro
 
03.12.2020 - Carga com 600 litros de matéria prima para produção da vacina Coronavac chega a SP
 
03.12.2020 - Ex-prefeito tem piora na saúde devido à Covid-19 e é transferido para SP
 
 
01.12.2020
INB Caetité volta a produzir urânio para geração de energia no Brasil
14.03.2020
Reinauguração Inova Vidros
25.02.2020
Bloco Entrevip Elétrico - LEP 2020 - Parte 2
26.01.2020
Bloco Entrevip Elétrico - LEP 2020 - Parte 1
25.01.2020
LEP 2020 - Momentos 1
25.01.2020
LEP 2020 - Momentos 2
23.01.2020
Rei Momo e Rainha do Carnaval da Diversidade e Lavagem da Esquina do Padre 2020
17.01.2020
Dia do Boi de Idalino e Esquenta para o Carnaval da Diversidade e Lavagem da Esquina do Padre - Parte 1
 
publicidade
publicidade
publicidade
 
 
Inicial | A cidade | Equipe | Notícias | Eventos | Ensaios | TV Caetfest | Contato | Webmail
CaetFest © 2004-2020. Todos os direitos reservados. Hospedagem e Desenvolvimento: HD Soluções Internet