publicidade
 
Tamanho da fonte: A- A+
Imprimir notícia
 
01.07.2020 - 16h22 Por Fábio Alves / Caetfest
 
Prefeito Aldo Gondim decreta o tombamento da Festa do Dois de Julho de Caetité
 
 
Prefeito Aldo Gondim decreta o tombamento da Festa do Dois de Julho de Caetité
Prefeito Aldo Gondim decreta o tombamento da Festa do Dois de Julho de Caetité
 

A manhã do dia primeiro de junho entra para a história com o decreto do prefeito de Caetité, Aldo Gondim, determinando o lançamento no Livro Tombo dos festejos pela Independência da Bahia em Caetité como bem imaterial de relevância histórica, cívica e cultural da cidade. Além disso, vários elementos deverão compor a preservação memorial dos festejos. A cidade é uma das três do estado, incluindo a capital, que festejam a data.

Em razão da pandemia a festa deixou de ser realizada nas ruas, onde na noite do dia primeiro e na manhã do dia 2 as ruas da cidade eram tomadas por milhares de pessoas e centenas de cavaleiros e amazonas, numa das maiores festas populares do interior baiano.

Assinado pelo Prefeito, pela vice-prefeita Jaquele Fraga e pela secretária de Educação Iamara Junqueira na Câmara de Vereadores onde ocorria uma Sessão Solene para posse de novo vereador, o Decreto nº 57/2020, reconhece não apenas a necessidade de preservação de elementos culturais da grande festa que por mais de cem anos Caetité mantém viva as lutas que levaram à consolidação da independência brasileira a 2 de Julho de 1823.

As comemorações públicas na cidade, que foi onde viveu e está sepultada uma de suas filhas, o Major José Antônio da Silva Castro, apelidado de Periquitão, avô do poeta Castro Alves e um dos heróis das lutas no Recôncavo, Caetité realiza desfiles cívicos que lembram não apenas essa figura histórica como ainda a importante participação de sua Câmara na causa da Independência, manifesta pelo Pai da Pátria, José Bonifácio:

“E ha por bem Sua Magestade Imperial agradecer e louvar a Camara da mesma Villa de Caetité, e as outras que adheriram á sagrada causa do Império Brazilico, entre as quaes foram as primeiras, o seu zelo e promptidão, em mandar seus enviados, José António Gomes e o Padre José de Sousa Lima, para, em nome da Camara de Caetité, lhe dirigirem os puros votos da sua felicidade, obediência, amor e patriotismo.

Palácio do Rio de Janeiro, em 5 de Dezembro de 1822”


A Festa de Dois de Julho de Caetité está, agora, elevada ao justo lugar de Patrimônio Histórico e Cultural de sua gente.

 
Mais notícias
 
07.08.2020 - Prefeitura fará entregas importantes neste sábado em Brejinho das Ametistas
 
07.08.2020 - Prefeitura vai entregar sistemas de abastecimento de água nesta sexta-feira
 
07.08.2020 - TJ-BA abre inscrição para vaga de juiz eleitoral substituto pela classe de desembargador
 
07.08.2020 - Prefeitura de Caetité realiza testes rápidos de covid-19 no Casarão
 
06.08.2020 - Perde validade MP que isentou conta de luz de consumidor de baixa renda
 
 
14.03.2020
Reinauguração Inova Vidros
25.02.2020
Bloco Entrevip Elétrico - LEP 2020 - Parte 2
26.01.2020
Bloco Entrevip Elétrico - LEP 2020 - Parte 1
25.01.2020
LEP 2020 - Momentos 1
25.01.2020
LEP 2020 - Momentos 2
23.01.2020
Rei Momo e Rainha do Carnaval da Diversidade e Lavagem da Esquina do Padre 2020
17.01.2020
Dia do Boi de Idalino e Esquenta para o Carnaval da Diversidade e Lavagem da Esquina do Padre - Parte 1
17.01.2020
Dia do Boi de Idalino e Esquenta para o Carnaval da Diversidade e Lavagem da Esquina do Padre - Parte 2
 
publicidade
publicidade
publicidade
 
 
Inicial | A cidade | Equipe | Notícias | Eventos | Ensaios | TV Caetfest | Contato | Webmail
CaetFest © 2004-2020. Todos os direitos reservados. Hospedagem e Desenvolvimento: HD Soluções Internet